Moinhos de Cabeceiras de Basto: estado

A Carta Molinológica do Concelho, identifica 384 moinhos. Dentro deste número temos, quanto ao estado de conservação:
– 12 já não existem
– 104 em ruína
– 194 em razoável estado de conservação (desactivados)
– 56 em razoável estado de conservação (a funcionar)
– 9 adaptados a outra função
– 9 indeterminados

Em ruína encontramos 27% dos moinhos do concelho, igualmente repartidos por todo o território, com excepção da freguesia de Passos e Arco de Baúlhe.
As unidades de moagem que se encontram desactivadas prevalecem em todo o concelho, com 51% do total dos moinhos dentro desta categoria.
Já não se encontram moinhos a operar em: Outeiro, Passos, Pedraça, Vila Nune e Faia. Freguesias do Sul do concelho, acusando proximidade com os principais núcleos urbanos e com uma rede viária mais eficaz.
A percentagem de moinhos a funcionar é de 15%. As freguesias com mais moinhos a laborar são: Bucos, com 13 unidades de moagem; Cabeceiras de Basto (S. Nicolau), com 11; e Riodouro, com 10.
Trata-se de freguesias do Norte do concelho, ainda muito marcadas por uma economia de subsistência, radicada nas actividades agrícolas e pecuária, que tem perdurado ao longo dos séculos.
As unidades adaptadas a outras funções, em geral surgem como anexos improvisados de apoio às actividades agrícolas ou para a ampliação de habitações.
Inês Gonçalves




Esta entrada foi publicada em Moinhos com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s