Núcleo de Arte Sacra: Prevenir para preservar (continuação)

A conservação preventiva dos metais, tem como função prevenir/diminuir a oxidação e a degradação dos materiais.

Estes objetos metálicos contam-nos uma história e  possuem um ‘cansaço ‘ causado pelo excesso de manuseamento e pela exposição ao longo dos tempos.

É neste sentido que se está a proceder à efetivação da limpeza mecânica e limpeza por via húmida, não invasiva, de modo a remover tanto quanto possível manchas e sujidade superficial agregada.

Publicado em Actividades | Publicar um comentário

Cabeceiras de Basto felicita Teresa Soeiro

Investigação sobre ‘Soqueiros e Tamanqueiros’ distinguida com Prémio Nacional do Artesanato 2019
A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto felicita a Profª Doutora Teresa Soeiro pela obtenção do Prémio Nacional do Artesanato 2019 na categoria Prémio Investigação com o trabalho ‘Soqueiros e Tamanqueiros – fabrico e uso do calçado de pau em Cabeceiras de Basto’. A escolha, pela autora, deste trabalho para se candidatar a tão prestigiado Concurso honra Cabeceiras de Basto. E a Câmara Municipal manifesta publicamente a sua satisfação e orgulho pela conquista deste prémio que valoriza este ofício e os seus mestres que calçaram muitas gerações de Cabeceirenses, essencialmente do mundo rural, valorizando, ainda, a cultura, o património e a identidade desta Terra de Basto.
O trabalho desenvolvido pela investigadora do CITCEM/FLUP (Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória da Faculdade de Letras da Universidade do Porto), Teresa Soeiro, sobre o fabrico e uso do calçado de pau, deu origem a uma exposição temporária do biénio julho 2016/maio 2018 que esteve patente ao público no Museu das Terras de Basto, e ao livro ‘Soqueiros e Tamanqueiros – fabrico e uso do calçado de pau em Cabeceiras de Basto’, editado pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto no ano de 2017. Foi com esta obra que a autora Teresa Soeiro conquistou o Prémio Nacional do Artesanato 2019 na categoria Investigação.
A publicação em causa descreve e dá a conhecer a antiga profissão do tamanqueiro em Cabeceiras de Basto, homenageando em simultâneo as figuras locais que se dedicaram a este ofício. Uma profissão outrora importante na nossa região e na qual, através do seu estudo, se valoriza e se atribui uma dimensão e profundidade histórica a esta arte, quer no nosso concelho, que no território envolvente.
A atribuição deste Prémio reconhece integralmente o trabalho de investigação circunscrito às artes e ofícios portugueses, possibilitando um conhecimento mais qualificado acerca do fabrico e uso do calçado de pau em Portugal.
O Prémio Nacional do Artesanato, que vem sendo atribuído desde 1987, é instituído pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, através do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), integrando o Programa de Promoção das Artes e Ofícios. Realizado bianualmente, consiste na valorização de percursos e atuações de excelência no âmbito das artes e ofícios, por via do reconhecimento institucional e da concessão de um incentivo financeiro ao desenvolvimento da atividade.
O Prémio Nacional do Artesanato 2019 integrou seis categorias, designadamente, Grande Prémio Carreira; Prémio Inovação; Prémio Empreendedorismo Novos Talentos; Prémio Investigação; Prémio Promoção para Entidades Privadas; e Prémio Promoção para Entidades Públicas.
O Prémio Nacional do Artesanato visa incentivar a produção artesanal, nas suas vertentes tradicionais e contemporânea, distinguindo os artesãos portugueses, reconhecendo intervenções relevantes de entidades públicas e privadas na promoção das atividades artesanais, e incentivando trabalhos de investigação no domínio das artes e ofícios.
Publicado em Mensagens | Publicar um comentário

Museu das Terras de Basto com ‘Selo Clean & Safe’ do Turismo de Portugal

Requisitos e orientações da Direção Geral da Saúde são cumpridos.
O Núcleo Ferroviário de Arco de Baúlhe, o Núcleo de Arte Sacra e a Casa da Lã, três núcleos do Museu das Terras de Basto, foram distinguidos pelo Turismo de Portugal com o selo ‘Clean & Safe’, distintivo que permite reforçar a confiança dos visitantes no destino Portugal e nos seus recursos turísticos.
Após o período de encerramento devido à pandemia COVID-19, aqueles três núcleos do Museu das Terras de Basto implementaram um conjunto de orientações de retoma da atividade turística, cumprindo os requisitos e as orientações da Direção Geral da Saúde no que refere aos procedimentos de limpeza, higiene e medidas de proteção em locais públicos, originando a atribuição do referido selo.
Publicado em Mensagens | Publicar um comentário

Núcleo de Arte Sacra: Prevenir para preservar

Um objetivo primordial do Museu das Terras de Basto é a salvaguarda do acervo museológico – prevenir para preservar -, reduzindo o risco e a diminuição da deterioração do espólio.

Daqui se deduz a importância da Conservação Preventiva, redução do risco, diminuição da degradação e descoberta precoce das ameaças, que possam ocorrer nas coleções, assegurando tanto quanto possível, a longevidade do conjunto.

Neste sentido, estamos a proceder à Conservação Preventiva dos vários espécimes do Núcleo de Arte Sacra, e que vamos dando notícia neste blog.

Abaixo foto da limpeza mecânica das telas expostas em óleo sobre tela.

Trabalho realizado pela técnica de conservação e restauro, Dra. Diana da Silva.

Publicado em Actividades | Publicar um comentário

Peça em destaque: Marcadeira de bilhetes

Peça habitualmente conhecida como marcadeira de bilhetes de cartão, século XIX-XX.

Era usada nas estações ferroviárias para inserir a data no bilhete de comboio, uma vez que o referido bilhete, já dispunha das restantes indicações impressas em letras gravadas no próprio cartão.

Objeto em metal pintado de preto com base de apoio de secção circular, com orifício para fixação.

Publicado em Descobrindo as colecções | Publicar um comentário

Museu das Terras de Basto “A Magia do Linho”

Para além das exposições ferroviárias o Núcleo de Arco de Baúlhe inclui uma componente etnográfica e/ou de história local, apresentada em exposições temporárias.

A exposição “A Magia do Linho” estará patente ao público até setembro de 2020 e nela se destacam as fases por que passa o linho, desde a sementeira ao fabrico das várias peças. Por um lado, dando a conhecer a exposição àqueles que nunca a viram, e, por outro, relembrando-a aqueles que já a visitaram.

Publicado em Exposições temporárias | Publicar um comentário

Entre o passado, o presente e o futuro

Memórias de um passado não muito distante, porém, já longe da nossa realidade atual.
Recordações que nos fazem viajar ao passado, e que integram  as memórias, a história, a cultura das nossas gentes:
O comboio que se aproximava da estação, o som do apito, o ruído da locomotiva…
Clique no link abaixo.
Publicado em Descobrindo as colecções | Publicar um comentário

Reabertura do Museu das Terras de Basto/condições de visitas

Na sequência do fim do estado de emergência e declarada a situação de calamidade, no âmbito da pandemia da doença COVID-19, procede-se ao levantamento das medidas de confinamento ainda que lento e gradual.
Neste sentido, o Museu das Terras de Basto (Núcleo Ferroviário de Arco de Baúlhe, Núcleo de Arte Saca e Casa da Lã) reabre a 18 de maio, nas seguintes condições:
– Limite máximo de 6 visitantes em simultâneo, com exceção da Casa da Lã, onde o máximo de visitantes é fixado em 2.
– Uso obrigatório de máscaras por todos os visitantes.
– Serviço de guia reduzido ao mínimo.
– Não é permitido tocar nas peças.
– Não é permitida a entrada nos veículos circulantes em exposição no Núcleo Ferroviário de Arco de Baúlhe (automotora, locomotiva e carruagens) .

Agradecemos toda a atenção no seguimento dos novos procedimentos e regras de conduta individual, em prol da saúde de todos nós.

banner

Publicado em Mensagens | Publicar um comentário

Museu das Terras de Basto – Sem sair de casa: aprecie as nossas carruagens reais

No acervo do material circulante do Núcleo Ferroviário de Arco de Baúlhe, destacamos as duas carruagens-salão (a carruagem SEyf 201/N.º 1801 CN 2 e a carruagem SEfv 4001 MD 1) usadas pelo rei D. Carlos e a rainha D. Amélia na sua deslocação às Pedras Salgadas em 1907.

Aqui fica o registo. Veja.

Publicado em Descobrindo as colecções, Sem categoria | Publicar um comentário

Museu das Terras de Basto – um “até já”

O mundo vive neste momento um tempo muito conturbado, devido à atual pandemia da COVID – 19.

O contacto social deve ser evitado, por isso, para cuidar de si, dos seus e de todos nós, a decisão mais sábia e prudente é ficar em casa.

Tendo em conta esta pandemia, e seguindo as orientações emanadas pelo Governo, os três núcleos do Museu das Terras de Basto – Núcleo de Arco de Baúlhe, Núcleo de Arte Sacra e Casa da Lã – estão  temporariamente encerrados.

Deixamos aqui algumas fotografias para lhe aguçar o apetite pela visita e para que, sem sair de casa, possa conhecer esta nossa casa que é de todos nós! Despedimos com um… até já!

Publicado em Mensagens | Publicar um comentário